Fisioterapeuta: O que faz o Profissional de Fisioterapia?

Primordialmente, o fisioterapeuta é um profissional a quem as pessoas recorrem quando estão com alguma lesão muscular ou problema de saúde. Desde já esse trabalho pode tanto complementar o uso de remédios quanto agilizar toda a recuperar por conta própria.

Portanto, o profissinal formado em fisioterapia é um especialista da área de saúde que se dedica a recuperação de movimentos com massagens, exercícios e outros processos, agindo também de forma preventiva para combater enfermidades ocupacionais e lesões mais graves.

Antes de tudo, apenas um bacharelado em fisioterapia com diploma de um curso de ensino superior reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e registrado no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito) pode comandar sessões de tratamento. Afinal, essa é uma ocupação regulamentada desde a década de 1960.

Então, quer saber mais detalhes sobre esse segmento? Vamos lá!

O que faz um fisioterapeuta?

O que faz o Fisioterapeuta
Foto de Ryutaro Tsukata no Pexels

Ao passo que esse profissional começa um atendimento prestando um diagnóstico do respectivo paciente, avaliando exames médicos para obter uma visão detalhada da situação de saúde da pessoa. Além disso, o trabalho também contempla a observação da movimentação do paciente, verificando a existência de alguma dor.

Posteriormente, esse profissional de saúde opta por alguma ação a ser efetuada. A ação se modifica conforme a situação da pessoa e a contusão que precisa ser cuidada. Frequentemente, o fisioterapeuta volta a conferir a condição para visualizar alguma evolução no quadro e reajustar o tratamento adotado.

Como anda o mercado de trabalho?

Por volta da década de 1990, com o crescimento da atenção das pessoas dedicada aos assuntos de saúde e bem-estar, o fisioterapeuta se tornou uma profissional muito mais requisitado. O mercado de trabalho passou por uma verdadeira transformação com uma explosão de ofertas de trabalho para atender a demanda na procura por trabalhadores.

Assim, a quantidade de cursos nas universidades públicas e privadas seguiu esse ritmo. Com o passar do tempo, o mercado demonstrou algum tipo de estagnação. No momento, o cenário passa por uma nova aceleração com a ampliação das possibilidades dos profissionais formados que podem atuar em inúmeros empreendimentos como funcionários ou empreendedores.

Onde o fisioterapeuta pode trabalhar?

Como foi anteriormente citado, o fisioterapeuta é recompensado com uma ampla variedade de áreas de atuação, o que eleva as oportunidades em companhias, clínicas, academias, clubes esportivos, consultórios, entre outros. Mas, há setores para ficar de olho!

Fisioterapia laboral

Provavelmente, você já ouviu falar de exercícios laborais, não é? O cotidiano de passar muitas horas sentado diante de telas ou de pé em fábricas, passou a afetar gravemente o bem-estar dos trabalhadores e uma ação precoce é essencial.

Fisioterapia Estética

Ao mesmo tempo, a fisioterapia estética desponta como uma das áreas mais promissoras. O fisioterapeuta avalia o corpo e o rosto do paciente visando fornecer a recuperação a partir de vista estético.

Osteopatia

Esse segmento está ganhando mais relevância no território nacional agora, porém é um bastante antigo. O fisioterapeuta não trabalha diretamente na dor, entretanto busca encontrar a origem do problema para acabar com ela de uma vez por todas.

Gameterapia

Ainda assim, a gameterapia é uma das possibilidades mais curiosas, criativas e inovadoras de atuação do fisioterapeuta, que utiliza videogames para turbinar a recuperação das pessoas com problemas neurológicos e até ósseos.

Como anda o mercado de trabalho

Sob o mesmo ponto de vista, um fisioterapeuta muito bem qualificado e que busca se atualizar pode desenvolver uma trajetória bem sucedida em qualquer segmento. Como em todo o setor de saúde, a exigência é altíssima, mas pode ser ainda mais interessante em determinadas regiões do Brasil.

Por isso, a presença em seminários, debates e palestras sempre é uma maneira relevante para seguir por dentro das novas tendências de tratamento. Afinal, esses eventos costumam consolidar o currículo e ampliar o conhecimento, algo que deixa tudo muito mais simples no momento de obter um emprego e ganhar destaque no mercado.

Logo, um profissional dedicado tende a chamar mais pacientes e oportunidades de ser indicado para funções de chefia no decorrer da trajetória.

Outra profissão interessante na área de saúde é a de psicólogo que você também pode conhecer aqui no portal.

Dicas extras para o trabalho

Por fim, uma das primeiras coisas que um fisioterapeuta pode fazer para despontar é iniciar em uma instituição de ensino respeitada. Por isso, o ideal é que o aluno conheça a estrutura da faculdade tanto na parte humana quanto na estrutura física. Ou seja, o estado de conservação de laboratórios, equipamentos e programa de introdução ao mercado de trabalho.

Posteriormente, é recomendado que o profissional não se limite a graduação e dê continuidade aos seus estudos. Já que o setor de saúde costuma apresentar novidades constantemente e um fisioterapeuta de prestígio não pode correr o risco de ficar ultrapassado.

Especializações, mestrados e pós-graduações podem ser feitas dentro e fora do país. Afinal, essa dedicação tende a ser recompensada com sucesso ao tratar os seus pacientes e a consolidação no seu segmento.

Me chamo Roberto Justino e sou apaixonado por pessoas e pronto para ajudar na recolocação profissional. Estarei sempre por aqui deixando dicas de como conseguir um emprego, melhorar de cargo ou alcançar o próprio negócio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *